28 de fevereiro de 2013

O deplorável culto da violência em Guimarães

Os infelizes acontecimentos dos últimos dias têm mostrado que entre Braga e Guimarães há muito mais do que 16 quilómetros de distância. De um lado, um clube e um Presidente que condenam a violência de forma inequívoca mesmo quando os actos são praticados por criminosos que não se sabe terem qualquer ligação ao Braga; do outro lado um clube e um Presidente que tenta arranjar justificativos para o inaceitável, intolerável e vergonhoso comportamento dos adeptos do Guimarães. Há limites para a decência?

"O Vitória caiu numa armadilha", Presidente do Guimarães no comentário à invasão e agressão da bancada dos visitantes feita pelos adeptos do seu clube.

António Salvador repudia ataque ao autocarro do Benfica, Presidente do Braga no comentário ao arremesso de pedras contra o autocarro do Benfica, efectuado por criminosos desconhecidos e, como tal, sem qualquer ligação comprovada ao Sp. de Braga.