25 de janeiro de 2013

Estratégias de desestabilização

O Sporting de Braga recebe amanhã o Benfica, em partida referente à 16.ª jornada da I Liga. Para além da jogada de mestre que foi a expulsão do jogador Paulo Vinícius, da parte de um árbitro declaradamente benfiquista, e dos zero cartões mostrados aos jogadores do clube lisboeta na partida disputada com o Moreirens (Garay e Matic deveriam ter visto o amarelo...), temos agora a velha estratégia de mandar inventonas para os jornais.
Ontem, era Éder, o goleador do Braga, que iria ser vendido por 23 milhões. Hoje é Mossoró que no final da época vai para o Benfica. Hoje também é Lima, que completa 100 jogos na Liga e seguramente quererá marcar um golo à ex-equipa...

Estou certo que muitos benfiquistas não se revêm nesta forma baixa de tentar desestabilizar os adversários e quererão ganhar títulos sem suspeições ou truques. Respeito muito o desejo de ganhar de cada adepto, pois também gosto do meu clube e desejo que vença sempre. Mas assim não pode ser...
 A única conclusão a tirar de tudo isto é que as pessoas que estão por trás de tudo isto têm imenso medo de perder pontos em Braga, o que não deixa de ser um sinal claro de respeito e temor.
Que tudo isto sirva de motivação aos guerreiros do Minho, para darem ainda mais de si na partida de amanhã.

Pena é que o ponta de lança do Benfica, José Peseiro, também vá entrar em campo...