30 de maio de 2012

A SAD e os sócios

Ponto prévio: Sempre fui (e ainda sou) um dos mais acérrimos defensores da administração de António Salvador. É inegável o sucesso desportivo e financeiro que foi alcançado nos últimos anos da história do clube (a nível do futebol profissional). Ficará indelevelmente marcado na história do Braga como um dos melhores (senão mesmo o melhor) presidente de sempre e associado ao seu enorme crescimento.

1) Apesar destes créditos que António Salvador tem vindo a merecer, a actual administração não pode (não deve, melhor dizendo) deixar de ser questionada pelos pontos em que falha. Tem-se tornado cada vez mais evidente que Salvador é um excelente presidente da SAD mas revela algumas falhas como presidente do clube em si, esquecendo as modalidades amadoras e, sobretudo, esquecendo os sócios, parte fundamental do clube e motivo pelo qual o mesmo existe.

2) O mais recente episódio passou-se hoje, dia em que é rescindido um contrato válido por mais 2 anos com um dos melhores treinadores da história do Sporting Clube de Braga, Leonardo Jardim, sem que os sócios do clube sejam esclarecidos acerca dos motivos da referida rescisão. Pode ter razão, pode não ter... Não questiono, de maneira alguma, a posição de Salvador. Mas não o faço porque não posso. E não posso porque não fui esclarecido acerca dos motivos pelos quais a mesma acontece, apesar de me achar no direito de, enquanto associado do Sporting Clube de Braga, receber essas mesmas explicações. Portanto, uma opinião fundamentada acerca do "evento" é pura e simplesmente impossível.
"O SC Braga, Futebol SAD e o treinador Leonardo Jardim acertaram hoje, dia 30 de Maio de 2012, por mútuo acordo, a rescisão contratual." não é, de todo, esclarecimento suficiente!

3) Este é apenas mais um erro entre alguns outros da administração actual do clube: o esquecimento a que "sujeita" figuras incontornáveis da história do Braga, as rescisões e contratações de treinadores e jogadores sem que haja explicações aos sócios, a apresentação dos equipamentos todas as épocas, a falta de esclarecimentos quanto ao futuro das modalidades que não o futebol ou o vergonhoso processo de venda de bilhetes para a final de DublinA rever, por favor, senhor presidente, o tratamento aos associados! O clube não é nada sem os seus sócios e estes devem ser respeitados pela sua administração. Não somos apenas pessoas que enchem o AXA ao fim de semana. Somos pessoas que todos os dias festejam ou sofrem pelo Braga, pessoas que abdicam de muita coisa e fazem sacrifícios pelo Braga, pessoas que estão lá sempre, nos bons e nos maus momentos e, como tal, pedimos (exigimos!) um pouco mais de respeito.


PS: Como já disse, não sei (e presumo que jamais saberei, tendo em conta episódios anteriores) os verdadeiros motivos que conduziram à saída de Leonardo Jardim mas penso que, caso o seu comportamento tenha sido aquele que lhe reconhecemos ao longo da época, todos os bracarenses lhe deverão estar gratos pela magnífica época futebolística que nos ofereceu. Ficará, para a história, como um dos três melhores treinadores deste clube e, seguramente, aquele que "melhor futebol" apresentou. Aqui fica o meu agradecimento a Leonardo Jardim e à sua equipa técnica.