23 de abril de 2012

A arte de distorcer a realidade

Os mesmos órgãos de comunicação que durante o dia de sábado apregoaram que o Sporting de Braga estava definitivamente afastado da luta pelo título (em virtude dos 7 pontos de atraso para o líder da classificação), hoje dizem que o 3.º lugar está seriamente ameaçado pelos (apenas!) 6 pontos de vantagem sobre o Sporting de Lisboa.

A diferença de leituras da realidade, sempre em menosprezo do maior clube do Minho, fere a verdade e a coerência que é pedida à comunicação social. A prova de que o centralismo e a clubite são um motor das desigualdades e das injustiças da sociedade portuguesa. Até quando?