19 de fevereiro de 2012

A Importância de Haver um Braga

Em Portugal, o cenário (até no quadro de negociações de direitos televisivos) não anda longe disto. De três grandes, passámos só a dois. Felizmente, há um médio a crescer sustentadamente. Até há pouco tempo, podia dizer-se que o que futebol português precisava era de mais “Sportings”, não de outros “Bragas”. Precisava de mais equipas capazes de lutar pelos melhores lugares, actores de bom nível, não apenas figurantes competentes. Entretanto, os leões entraram em implosão. E o Braga impõe-se, cada vez mais, como a terceira força do futebol português. O nosso campeonato precisa agora é de mais “Bragas”. Mas ter um já se revela de importância fulcral. (Público)
Mais do que uma leitura correcta do momento actual do futebol português, Luís Francisco alerta, no Público, para os perigos da bipolarização do futebol português com consequente acentuar das desigualdades entre "os grandes" (Benfica e Porto) e "os outros". É tempo de os outros forçarem de uma vez por todas a negociação colectiva dos direitos televisivos e a consequente redistribuição em função das audiências, da classificação desportiva e de um factor de solidariedade entre clubes.