10 de janeiro de 2012

Impunidade Total

O Sporting de Lisboa colocou nos corredores do seu Estádio imagens de adeptos enfurecidos a desafiar a autoridade, empunhando material proibido nos Estádios e ostentando símbolos nazis, uma atitude a todos os níveis reprovável que foi denunciada (e bem) pelo jornal Público.

Confrontado com as notícias, o Sporting de Lisboa alegou a UEFA e a Liga Portuguesa não só tinham aprovado como também elogiado as imagens. Acto contínuo, foi vetada a entrada dos jornalistas do Público no jogo seguinte, uma atitude ilegal e prontamente repudiada pelo Sindicato dos Jornalistas.

A Liga e UEFA negaram o seu aval e, mais do que isso, a UEFA solicitou a remoção de imagens que configuram uma violação das normas desportivas e, sobretudo, das leis civis. Tudo isto sucede num clima de verdadeira impunidade total. Inaceitável.

Adenda - a impunidade continua. Depois de mentir sobre o aval da UEFA e da Liga, o Sporting inventou outra desculpa para impedir o acesso do jornal Público ao jogo da Taça de Portugal. Portugal já não é um Estado de Direito? A Federação Portuguesa de Futebol não toma medidas?