16 de janeiro de 2012

Braga 2 - Sp. Lisboa 0: Sarrabulho Manda Cerelac para o Quarto



João Capela trazia muita Cerelac para dar de papar ao Sporting de Lisboa, mas os Guerreiros do Minho não se deixaram intimidar. Já se viu que este Sporting nunca ganha a jogar contra onze e também depressa se percebeu que a nomeação do lisboeta João Capela era tudo menos inocente: dez minutos de jogo e apenas um Bragão em campo, com dois amarelos poupados (e mal) ao clube das queixinhas. O que sobrou da primeira parte foi um belo pedaço de futebol, bem disputado e bem dividido entre duas equipas que jogaram de igual para igual.

Na segunda parte, o Braga voltou a entrar melhor e aos 51 minutos, Hélder Barbosa aproveitou da melhor maneira um desentendimento entre Onyewu e João Pereira, aparecendo isolado na cara de Rui Patrício e acabando por marcar o primeiro. O Sporting de Lisboa reagiu mas o rugido do leão foi tão fraquinho que o Braga acabaria por aproveitar uma perda de bola no ataque leonino e numa jogada rápida isolar Lima para facturar o segundo. E poderiam ter sido mais, mas um erro de Quim que se seguiu a um erro de João Capela acabou por levar o Sp. Lisboa a reduzir para 2-1, resultado final.

O jogo adormeceu e o Braga acabou por vencer com toda a justiça, conquistado um lugar isolado no pódio e mostrando aos de Lisboa que em Braga as únicas papas que se comem são de sarrabulho.