19 de dezembro de 2011

Olhanense 3 - Braga 4: A Reviravolta do Ano

O Braga foi vencer a Olhão no jogo mais emotivo da época depois de estar a perder por 2-0 ao intervalo. A história parece simples, mas o jogo começou complicado para os bracrenses que aos 4 minutos já perdiam no Estádio José Arcanjo depois de um golo de Cauê. A descida aos infernos havia de prosseguir aos 36 minutos quando Yontcha apareceu isolado (pela enésima vez) na cara de Quim e não desperdiçou a oportunidade de facturar, empurrando o Braga para um humilhante derrota por dois golos ao intervalo.

Na segunda parte, Hélder Barbosa e Carlão entraram decididos a virar o rumo dos acontecimentos e, numa rajada, o Braga havia de faturar 4 golos. Primeiro foram Douglão e Elderson, de cabeça, a corresponderem da melhor forma aos cantos marcados por Hugo Viana e Alan. Seis minutos depois do empate, dois golos de rajada (primeiro, um auto-golo de Maurício e depois um remate de Lima) colocariam o Braga em vantagem e pareciam ter decidido um jogo cuja história ainda estava por contar.

Mesmo parecendo desnorteado, o Olhanense reduziu três minutos depois por Cauê, mas a expulsão do guarda-redes aos 85 minutos havia de sentenciar a partida. Braga 4 - Olhanense 3, eis o resultado do mais emotivo de todos os jogos da presente Liga.