1 de outubro de 2011

Braga 1 - Brugge 2: Erros Decidem Jogo

O Braga entrou por cima e saiu por baixo num jogo que fica marcado por erros defensivos dos minhotos mas também por um erro grave da equipa de arbitragem com influência directa no resultado. Jogo marcado para as 18 horas (a UEFA deveria repensar este horário nos países que partilham o fuso horário com Portugal), com os bracarenses a desperdiçaram oportunidades suficientes para construir um bom resultado. Mas falharam. E o Brugge soube tirar partido das suas boas transições ofensivas e das asneiras do adversário.

Ao intervalo mantinha-se o nulo que Hélder Barbosa, o tal que Paulo Bento não tem visto jogar, desfez com mais um golo para a sua conta pessoal num início de época verdadeiramente fulgurante. Minuto 70 e o jogo acaba por ficar marcado por erro grosseiro do árbitro norueguês Tommy Skjerven que validou um golo que deveria ter sido anulado por falta grosseira do avançado Akpala sobre Vinícius. A partir daí, o desnorte coroado com mais um erro, desta feita defensivo, a permitir o golo da vitória dos belgas já em período de compensação.

O Braga está em segundo lugar do grupo e já não pode voltar a falhar.