24 de agosto de 2011

Tiques de clube grande

O crescimento que o SC de Braga tem evidenciado nos últimos anos haveria de trazer, inevitavelmente, os seus "efeitos secundários". Um deles, talvez o que mais me preocupa, é a crescente exigência e intolerância dos adeptos perante o insucesso.
No jogo frente ao Youg Boys e ainda mais na partida com o Marítimo foram visíveis atitudes de nervosismo que só costumamos ver nos clubes grandes.
Ainda na primeira parte começaram a surgir os assobios que nada trazem de positivo ao jogo. Eu compreendo perfeitamente que os adeptos tenham o direito de exercer o seu espírito crítico; como já escrevi eu também sou bastante crítico em relação a algumas opções do presente técnico. Mas que se assobie no final do jogo ou da primeira parte, nunca durante o jogo! É que estes senhores do assobio, que passam o jogo a protestar com os nossos jogadores como se fossem adeptos do adversário, são os primeiros a saltar e  festejar quando o SC faz golo.
Se queremos ser de facto um clube capaz de lutar pelo título, não precisamos de imitar em tudo aqueles que se dizem "grandes".