31 de dezembro de 2010

Artur Moraes volta a elogiar os adeptos do SC Braga


© record.pt


No lançamento do novo site oficial, Artur Moraes, guarda-redes e número 1 do SC Braga, deixou uma mensagem a todos os visitantes. Na mensagem, não se esqueceu dos adeptos do Braga a quem dedica o último parágrafo.

O guarda-redes titular do Braga, que já por várias vezes elogiou os adeptos braguistas no Facebook pessoal, volta a demonstrar grande humildade e orgulho por representar o nosso Enorme clube.

Esperemos que o exemplo de Artur inspire outros jogadores do Braga a agradecer convenientemente o apoio que os adeptos bracarenses nunca negaram à equipa, mesmo após as derrotas e momentos mais difíceis.

"A terminar, uma mensagem para os fantásticos adeptos do SC Braga. São enormes, são guerreiros e são impressionantes. Se gosto muito deste clube, também é devido a eles. Apoiaram-me, quando não jogava, incentivaram-me sempre, mesmo sem me conhecerem bem, e isso, para mim, é mais importante do que qualquer opinião mais especializada. Já conheci grandes torcidas, no Cruzeiro, onde fui campeão, na Roma, indescritíveis, mas tenho de reconhecer que existe algo de especial na torcida do Braga e na forma como criaram uma relação muito amistosa comigo. A todos eles, muito obrigado, não esquecerei nunca a vossa confiança. Um ano muito feliz para todos e com muitas vitórias do nosso clube. Pela parte que me toca, deixarei, sempre, tudo em campo. Nos treinos e nos jogos."

30 de dezembro de 2010

O cromo 4

O cromo desta semana sou eu. Sou uma espécie de cromo do Ano Velho, por isso vou falar-vos mais uma vez dos bons velhos tempos. Dos anos setenta! Mais exactamente ano de 1978. Tinha 13 anos; o Braga vivia uma noite histórica (a primeira de muitas): jogava com o West Bromwich Albion, de Inglaterra, para a Taça Uefa.
De Soutelo veio um camião cheio. Sim, um camião: éramos uns 30, entre crianças e adultos, numa daquelas carrinhas grandes de caixa aberta que, julgo, já não se fabricam. O sr. João era negociante de frutas, salvo erro, e naquela noite pôs o camião ao serviço do povo. Por Palmeira acima gritávamos e abanávamos as bandeiras que mais parecia noite de S. João.
No estádio foi a minha primeira grande noite! Eu delirava com aquela equipa e ainda hoje recordo com muita saudade craques como Conhé, Artur, Ronaldo, Fernando, Vilaça, Carlos Garcia, Nelinho, Chico Gordo, Chico Faria, Lito, etc. Ainda hoje fico arrepiado quando me lembro da generosidade daquele Chico Gordo, a arte do Lito, a inteligência e a técnica do Garcia, a autoridade do grande Fernando… Gente GRANDE que não ganhava milhões mas dava tudo o que tinha em campo… tão diferente dos de hoje…
Voltando àquela noite de Outubro de 1978; No final do jogo, houve Sumol prá canalha e malgas de tinto para os adultos na tasca da Confeiteira. Festa rija!
Quanto ao jogo, sei que perdemos 2-0 mas não lembro absolutamente nada do jogo. Da ida e da vinda recordo-me perfeitamente. Isto significa que o futebol é muito mais que um jogo; é uma festa! O que fica para a posteridade é mais a festa que os lances bonitos e os golos.

29 de dezembro de 2010

Agostinho Oliveira apontado como rosto da Formação


© notíciasdomundial.com


O jornal A Bola noticia hoje Agostinho Oliveira como sendo o escolhido por António Salvador para liderar o projecto de formação do SC Braga. O jornal refere ainda que esta aposta confirma a ambição demonstrada por Salvador em apostar na formação e na criação de uma academia.

Agostinho Oliveira é um nome bastante conhecido da opinião pública, especialmente pelo trabalho desenvolvido na Selecção Nacional, que orientou em vários escalões, incluindo a selecção A.

27 de dezembro de 2010

Vinicius é reforço por três épocas e meia



O SC Braga chegou a acordo com o médio Vinicius, que rubricou com os Gverreiros do Minho um contrato válido pelas próximos três épocas e meia – até ao final da temporada desportiva de 2013/14.

O jogador, de 24 anos, esteve na tarde desta segunda-feira, dia 27 de Dezembro, no Estádio AXA, onde, garante, já se “sente em casa”. “O Clube tem condições e estruturas extraordinárias”, frisa o médio brasileiro, que destaca a importância deste salto na sua carreira: “É um momento único. Estou muito contente com a aposta do SC Braga e tudo farei para honrar esta camisola. Estou num grande do futebol português e agora só penso em ajudar a equipa a conquistar todos os objectivos.”

Vinicius, que irá vestir a camisola número 6 dos Gverreiros do Minho, agradece a confiança “depositada por toda a Direcção e equipa técnica do SC Braga” e promete “muito empenho, trabalho e profissionalismo”. “Fui muito bem recebido por todas as pessoas do SC Braga e orgulho-me de agora fazer parte deste grupo de trabalho fantástico”, vincou o médio.

informação scbraga.pt.

Geografia do Futebol de Agora e de Outros Tempos

Deixamos aqui os links para um excelente reportagem do Público sobre a geografia do futebol nacional.



Braga Reduz Passivo

O passivo dos clubes portugueses não pára de aumentar. Em 2009, o Sporting de Braga reduziu o seu passivo para 5,4 milhoes de euros em contra-ciclo com os restantes clubes portugueses. O Benfica lidera a lista com 398 milhões de euros de passivo, seguido de Porto e Sporting com 172 e 157 milhões de euros, respectivamente. Varzim e Guimarães acumulam passivos na ordem dos 15 milhões de euros.

Compare com os valores de 2009/10 com os registados em 2008/09.

26 de dezembro de 2010

Braga - Guimarães: Manifesto Contra a Violência

O Sporting de Braga recebe o Guimarães no próximo dia 3 de Janeiro, Segunda-Feira, em jogo a contar para a Taça da Liga. O facto do jogo se realizar no Estádio Axa resulta directamente do facto do clube de Braga ter sido Vice-Campeão Nacional na época transacta, um motivo de festa e enorme orgulho para todos os bracarenses. Como todos recordam, o último jogo entre Braga e Guimarães, realizado no Estádio D. Afonso Henriques, ficou marcado por tristes cenas protagonizadas por alguns adeptos vimaranenses (um minoria, estou certo) que resultaram em violentas agressões contra jogadores, equipa técnica e adeptos do Sporting Clube de Braga.

Apesar de não ter existido qualquer manifestação pública de repúdio, estamos certos de que a maioria dos vimaranenses não se revê no comportamento anti-desportivo dos adeptos do clube da cidade de Guimarães e compreendemos que a violência é directamente proporcional à frustração pelas conquistas do Sporting de Braga ao longo dos seus 90 anos de História. No campeonato fomos vice-campeões quando os nossos vizinhos nunca passaram de terceiros; na Taça de Portugal vencemos quando os nossos vizinhos nunca passaram de finalistas vencidos; nas competições europeias vencemos um troféu (Taça Intertoto) e temos mais participações, mais jogos disputados, mais vitórias e uma participação na Liga dos Campeões; na Taça da Liga / Taça da FPF vencemos em 1977 quando os nossos vizinhos nunca passaram das meias-finais; e na Supertaça, única competição com melhor registo, têm uma vitória numa participação por inerência. Em termos de associados, tal como toda a imprensa noticiou, o Sporting de Braga consolida a quarta posição, assumindo-se com o maior clube depois dos três clubes com maior tradição no futebol nacional.

Por tudo isto, e porque no apoio à equipa também somos melhores, o Arsenal de Braga apela a todos os bracarenses para que os bracarenses preparem a melhor possível recepção aos nossos amigos minhotos. E o melhor possível é tratá-los com dignidade e com respeito, permitindo que apoiem o seu clube em condições de segurança e aceitando que participem na festa do futebol com a sua equipa. Qualquer que seja o resultado e mesmo que a arbitragem mantenha a tónica de benifício dos vimaraneses em prejuízo dos bracarenses, vamos mostrar ao mundo do futebol que somos diferentes e esperar que a imprensa dê destaque à nossa postura tal como tem dado à violência dos vimaraneses.

Se o fizermos, essa será a maior vitória da nossa cidade mas será sobretudo a maior vitória do futebol e maior vitória do Minho (que vale muito mais unido do que desavindo). Viva o Braga! Viva o Minho! Viva o Futebol!

[Nota - Apelamos a todos os adeptos do Sporting de Braga e também à imprensa para que promovam este manifesto em nome de um futebol com menos violência e mais fraterno, pacificado e salutar.]

25 de dezembro de 2010

Falar Gverreiro #4

"Sempre sonhei poder jogar num clube grande como o Braga. Trabalhei sempre com o mesmo objectivo, e estou muito feliz por aqui estar."

Sílvio, Defesa do SC Braga

Falar Gverreiro #3

"É este último Sp. Braga [do jogo frente à Académica] aquele que pretendemos no novo ano."

Artur Moraes, Guarda-redes do SC Braga.

20 de dezembro de 2010

Braga 5 - Académica 0: Noite Gelada Deu Goleada

Foi num ambiente alguns graus abaixo de zero que a equipa do Sporting Clube de Braga entrou em campo no Estádio Axa para defrontar uma Académica de Coimbra que tem sido sensação na edição da Liga. Os bracarenses vinham de três derrotas consecutivas em outras tantas competições, duas das quais marcadas por péssimas arbitragens sempre em prejuízo do Sporting de Braga. A história do jogo resume-se em cinco penadas, tantas quantos os golos que o Braga marcou para se instalar na segunda posição dos melhores ataques do campeonato. O futebol teve sempre a direcção da baliza dos estudantes e o Braga venceu de forma contundente deixando dois recados aos adeptos e jornalistas: em primeiro que está bem vivo para as disputas que se seguem e, em segundo, que a equipa se apresentou remodelada a anunciar revolução no mercado de inverno.

15 de dezembro de 2010

O cromo - 3

Uma das recordações mais nítidas que tenho da infância refere-se a um jogo entre o Desportivo de Prado e o Vilaverdense. Como sou natural de uma freguesia que fica exactamente a meio caminho entre Prado e Vila Verde, defino-me como neutral. Soutelo é a Suiça lá do sítio. Mas o que retenho na memória não é propriamente o espectáculo de futebol nem nenhum craque. É a chuva de pedras e paus com que normalmente acabava o jogo. Aquilo era de fugir. Mas, curiosamente, não me lembro que alguma vez houvesse feridos. Parece-me que a porrada era a verdadeira festa; era com aquilo que a gente se divertia.
Também no velhinho Primeiro de Maio assisti, agarrado à mão do meu pai, a algumas invasões de campo. Aquilo era a verdadeira festa brava! Lembro-me uma ocasião em que um camarada qualquer, ao fundo das bancadas do tribunal gritou qualquer coisa como “invasão, pessoal!” E entrou a correr pelo campo dentro como se levasse um buldogue atrás dele. O certo é que mal entrou no campo, olhou para trás e… ninguém o seguia. Voltou para trás e foi levando umas bordoadas de uns  GNR’s barrigudos que por lá havia. De resto, foi a galhofa nas bancadas!
Eu acho que o pessoal divertia-se mais no futebol, naquele tempo. As invasões de campo eram o melhor da festa; a malta invadia para se divertir, mais nada. Eu próprio, já grandote, entrei em duas ou três. A malta entrava por ali dentro a correr e o grande objectivo não era bater em ninguém; era fintar os GNR’s. O que não era muito difícil, confesso. E era cá um regabofe!
Agora é tudo diferente; agora é a polícia de intervenção que invade as bancadas! Esta é que é a triste realidade.

13 de dezembro de 2010

Dois Pesos. Duas Medidas.

Depois das exigentes expulsões no jogo do Braga em Leiria, a trupe liderada por Vitor Pereira prossegue a perseguição ao Sporting Clube de Braga e poupou o vermelho a Maxi Pereira e David Luís na partida que hoje se disputou no Estádio da Luz. Está à vista de todos porque é que o Braga apenas não vinga intra-muros, obtendo resultados brilhantes na Europa. Foi isto mesmo que Domingos Paciência salientou na abordagem a um jogo extremamente calculista.

12 de dezembro de 2010

Atletismo: Campeonato Europeu de Corta Mato (Albufeira 2010)

Sameiro Araújo, treinadora do SC Braga e da Selecção Nacional, orientou hoje a selecção feminina de seniores na conquista do tri-campeonato no Europeu de Corta Mato, que se disputou hoje em Albufeira. Na prova, todas as atletas estiveram em excelente plano, tendo Jessica Augusto conquistado medalha de ouro, Dulce Félix a de bronze, e tendo ainda outras três atletas portuguesas marcado presença no top10.

Também os atletas do SC Braga convocados para o Europeu estiveram em bom plano. Na primeira prova do dia, em Juniores Femininos, Bárbara Ferreira foi a melhor portuguesa cortando a meta em trigésimo quarto lugar. Na prova de sub23 masculinos, em que dois atletas do Braga correram, Tiago Costa fez um excelente sétimo lugar, enquanto Ricardo Vale foi octagésimo quinto.

11 de dezembro de 2010

ABC de Braga Vence na Luz



O ABC de Braga, nome maior do andebol nacional, venceu hoje o Benfica no Pavilhão da Luz em jogo a contar para a 1ª Divisão do Campeonato Nacional. Os bracarenses venceram por 29-26 com Luís Bogas a marcar 6 golos para o ABC. Com este resultado, o ABC de Braga mantém a segunda posição, a 2 pontos do líder Futebol Clube do Porto.

Braga Desfalcado Joga Taça na Luz

Domingos à Braga

Em virtude de ter nove jogadores impedidos de participar, Domingos Paciência optou por não divulgar convocatória para a partida dos dezasseis-avos de final da Taça de Portugal que se disputa amanhã no Estádio da Luz.

Apesar das dificuldades, Domingos promete um Braga Gverreiro que vai fazer tudo para vencer o Benfica na Luz. Apesar da sorte ter traído os bracarenses, o apoio nas bancadas também se fará sentir tendo em conta a procura elevada de bilhetes na cidade dos Arcebispos.

8 de dezembro de 2010

GRANDE BRAGA!

Mais uma vez, o Braga à beira dos limites. Ultrapassar fronteiras tem sido o nosso hábito de há umas épocas a esta parte. Talvez tudo tenha começado quando António Salvador fez nascer este novo projecto, que não era para ele um sonho mas um objectivo concreto. Ou então talvez tudo tenha começado em 1998 quando, com Manuel Cajuda, vencemos o Vitesse naquela que foi a primeira grande vitória europeia do clube. Ou talvez tenhamos de recuar até 1978, ano em que ficámos pela primeira vez em quarto lugar no campeonato e fomos à Taça UEFA. Enfim, talvez este momento de sonho que estamos a viver seja o ponto de chegada de uma longa história de crescimento, crescimento esse que os últimos anos tem sido exponencial.
O que aconteceu hoje não foi nenhuma derrota; foi o fim da crença num milagre maior, que esteve prestes a acontecer. Estivemos às portas do paraíso; à beira de um feito absolutamente único na história do futebol português. Mas a nossa Champions League está ganha. A partir daqui há novos sonhos, bem reais: passar mais uma ou duas eliminatórias na Liga Europa e chegar ao pódio da Liga Sagres passam a ser objectivos bem viáveis e naturais no contexto do crescimento dos últimos anos.

SC Braga Entre o Sonho e a Realidade

Como bater um Shakhtar que não perde em casa há dois anos? O apelo ao melhor Braga de sempre. Domingos Paciência deixou a garantia: a estratégia está montada para ganhar.

Falemos sério: o Braga já ganhou esta Liga dos Campeões mesmo que não seja apurado para a fase seguinte da prova! Não adianta prometer sóis dourados no desconforto desta geleira ucraniana ou apelar a bênçãos divinas. A equipa minhota fez a sua história, conquistou o direito a permanecer na praça europeia e não será um simples jogo a determinar consequências negativas para o prestígio ou a ambição desta tropa arsenalista.

Não há que inventar: diante de adversários como o Arsenal e o Shakhtar, o terceiro posto é obra para emoldurar. É claro que há um jogo para fazer, e dá-se até a magnífica circunstância de as contas não estarem fechadas e de os guerreiros do Minho poderem atingir o céu, mas haja calma.

É essa calma que Domingos parece querer inspirar, como se dessa inspiração pudesse, às vezes, resultar um assomo de genialidade. O discurso do treinador é esse mesmo. Ele sabe que não é fácil vencer o campeão ucraniano, sobretudo quando este joga no seu domínio, onde não perde há dois anos (!), diante de 50 mil gritos de gente louca por sucesso, e, para complicar, exigindo-se que o marcador corra depressa até aos 0-4...

E, no entanto, tudo é possível. Como é possível que a crença numa noite de glória tenha também desequilibrado as mentes e proporcionado algumas das ocorrências de Leiria. Tudo é possível. Até o gozo de estar igualmente a agitar a Liga Europa e a condição de cabeça de série. Tudo isso é bonito para animar a malta, tudo isso é politicamente correcto afirmar-se em véspera de um desafio deste nível, mas os números não costumam enganar.´

6 de dezembro de 2010

As Cidades dos Campeões: Donestsk

Donetsk music and drama

Donestsk, 8 de Dezembro de 2010
20.45 (hora local)

Natação: SC Braga "manda" Benfica para a 2ª Divisão


© Natação - SC Braga


O Sporting Clube de Braga teve uma excelente participação nos Campeonatos Nacionais de Clubes da 1ª Divisão Masculina e da 2ª divisão feminina, alcançando classificações que lhe permitem a manutenção nas respectivas divisões, na próxima época desportiva.

Na 1ª divisão masculinas, onde militam somente as 8 melhores equipas nacionais, o SC Braga teve uma excelente participação, ficando em 4º lugar empatada com o Vilacondense (anterior Campeão Nacional) e com o Nacional da Madeira (que nadou com um nadador brasileiro de excelente nível), contribuindo para a descida do Benfica à 2ª divisão nacional (7º classificado) e do Louletano (8º classificado) por troca com os 2 melhores clubes da 2ª divisão (Sporting e CN Coimbra), alcançando sempre marcas e classificações de bom nível técnico, o que lhe permitiu andar sempre na primeira metade da classificação na 1ª divisão, garantindo a melhor pontuação dos últimos 7 anos (68 pontos).

Os “Guerreiros do Minho” foram os seguintes: Rui Ribeiro, Ricardo Rego, Daniel Pereira, Filipe Malheiro, Nuno Oliveira, Ricardo Machado e Edgar Ribeiro.

Em relação à equipa feminina, constituída maioritariamente por nadadoras juniores e juvenis e muitas delas a participarem pela 1ª vez na competição mais importante do calendário competitivo de clubes, teve também uma participação muito meritória, fugindo desde sempre dos 4 lugares de despromoção à terceira divisão nacional.

Com um espírito de equipa assinalável e com uma entrega e dedicação de assinalar, as meninas foram umas autênticas “Guerreiras” terminando na 10ª posição nacional, com uma pontuação muito superior ao 13º lugar que dava lugar á despromoção (mais 35 pontos).

A equipa feminina foi constituída pelas seguintes nadadores: Ana Mendes, Ana Sofia Fernandes, Ana Joaquina Gonçalves, Inês Costa, Débora Oliveira, Júlia Cunha, Vera Fernandes e Sara Costa.

O SC Braga mantem-se assim entre os melhores da natação nacional, sendo a única equipa da Associação de Natação do Minho na 1ª e 2ª divisões.

António Salvador Queixa-se de Penalti Não Assinalado... E Critica Jogadores

O Presidente do Sporting de Braga contestou a não marcação de uma grande penalidade óbvia por carga sobre Élton, mas não deixa de acusar a equipa de falta de humildade no campeonato. As declarações de António Salvador não deixam de ser surpreendentes, sobretudo se tivermos em conta que tanto treinador como jogadores apontaram, com justiça, o dedo ao árbitro Artur Soares Dias pelos erros que reconhecidamente cometeu e que converteram um 2-2 num 3-1. António Salvador deu mais um tiro no pé em matéria de declarações públicas e, em vez de proteger a equipa dos ataques externos, está a expô-la ainda mais aos erros de que tem sido vítima no presente campeonato.

5 de dezembro de 2010

À Vista de Todos

Jogo Leiria - Braga (Correio do Minho)

Coisas Que Nunca Mudam



Depois dos factos ocorridos em Guimarães e em Leiria, o meu protesto tem chegado em forma de silêncio. E assim, continuará.

BASTA! Corram com a Máfia do Futebol Português!



14 amarelos, 3 expulsões, 2 penaltis inexistentes assinalados contra o Braga (dá-se o benefício da dúvida ao árbitro no primeiro) e 1 penálti a favor do Braga por assinalar resumem um jogo que o Braga devia ter ganhado facilmente não fosse a mão facciosa que embala a máfia vermelha e dos seus satélites do berço.

À semelhança do que sucedera em Guimarães, em Leiria assistiu-se a mais uma arbitragem escandalosa em prejuízo do Sporting de Braga, com o agravante de 3 jogadores terem sido expulsos, ficando de fora da partida com o Benfica. Muito conveniente não é?

De António Salvador, o Presidente que 3.000 bracarenses quiseram ver na liderança do Braga, espera-se uma reacção forte no sentido de denunciar a máfia que governa o futebol português. É tempo de dizer basta!

«Deixem-me terminar um jogo com 11!», Domingos no final do jogo.

«Um encontro em Artur Soares Dias mais parecia um pistoleiro só que, em vez de balas, saiam-lhe cartões.», Crónica no MaisFutebol

4 de dezembro de 2010

Boccia: Domingos Vieira conquista o Ouro


© Secção de Desporto Adaptado, Boccia - SC Braga


Domingos Vieira conquistou o Ouro no Torneio Internacional da Tunísia, tendo vencido os quatro jogos disputados sempre com resultados dilatados: 21-0; 9-1; 15-0 e 12-1. Neste torneio, para além da delegação portuguesa, estiveram presentes as delegações da França, Holanda, Emirados Árabes Unidos, Qatar, Kuwait, Argélia, Líbia e a Tunísia.

Domingos foi acompanhado por Américo Cunha (também na foto) e é treinado pelo Prof. André Soares. Os nossos parabéns ao gverreiro Domingos!

3 de dezembro de 2010

Unanimidade e Aclamação Para António Salvador

Numa Assembleia Geral muito pacífica que contou com a presença de mais de 200 associados, António Salvador foi eleito sem surpresas por unanimidade e aclamação para mais um mandato na liderança do Sporting Clube de Braga. Para além ter convertido o clube no quarto maior do panorama desportivo português em termos de associados e adeptos, António Salvador é o grande obreiro da conquista da Taça Intertoto, do título de Vice-Campeão Nacional, do acesso inédito à Liga dos Campeões e da melhor estreia de um clube português na Liga Milionária. A construção de uma academia e a consolidação do crescimento são os desígnios para o novo mandato que agora se inicia.

2 de dezembro de 2010

O Cromo 2

O cromo de que vos quero falar hoje é o Joy. Nunca ouviram falar do Joy? É natural. Era um avançado angolano (salvo erro) que jogou no Braga no final dos anos setenta, inicio dos oitenta. O Joy era um bom jogador; desengonçado mas lutador e rápido como uma gazela (ou como uma lebre, para não exagerar… bem, para dizer só a verdade, era mais rápido que um coelho, pronto). Adiante…
A cena que quero contar nada tem a ver com as suas qualidades de futebolista. Numa bela tarde de um ano por volta de 1979 (tinha eu uns 14 anos), o nosso Enorme fez uma exibição vergonhosa contra um adversário que não recordo. Na verdade não me lembro de nada desse jogo, a não ser do episódio que vos vou contar. Mal o árbitro apitou, no fim do jogo, os sócios do “tribunal”, como é da tradição, desataram a reclamar com os jogadores, tão pobre tinha sido a exibição; imediatamente, à medida que os jogadores corriam para os balneários choviam no campo pilhas de rádio, isqueiros e frutas diversas. Todos os jogadores fugiram como se não houvesse amanhã. Todos? Mas todos mesmo? Não! Todos excepto o Joy! Esse, veio tranquilamente até à zona da superior, onde choviam laranjas, pegou numa laranja do relvado, abriu-a tranquilamente, comeu-a e foi à sua vida… sempre sorrindo!
Grande Joy!
(Por mera coincidência, mais tarde surgiu um refrigerante de laranja chamado… Joy).

A História da "Bola" em Braga

Capa do Livro: A História da Bola em Braga

No próximo dia 7 de Dezembro vai ser lançado um livro em Braga, publicado por autores bracarenses, sobre a história do aparecimento do futebol na cidade. Intitulado “A História da ‘Bola’ em Braga 1908-1947”, o livro, da autoria de João Nogueira Dias e Evandro Lopes, retrata o contexto desportivo bracarense no início do século XX, e ao mesmo tempo dá a conhecer o aparecimento dos primeiros clubes de futebol de Braga, com particular relevo para o percurso do Sporting Clube de Braga, desde a fundação até à subida à I Divisão Nacional, na época 1946/47. Ilustrado por fotos inéditas, o livro conta ainda com o prefácio de Luís Freitas Lobo (neto de Celestino Lobo, um dos fundadores do SC Braga).

O lançamento deste livro está agendado para o dia 7 de Dezembro, às 16 horas, no Café Bar Zero 53, numa sessão para a comunicação social. A partir das 18 horas realiza-se também uma cerimónia aberta ao público em geral.

[Correio do Minho]