30 de novembro de 2007

8 mil


Afinal, os 25 euros de bilhete, eram mesmo para ver o Braga e não o Bayern, ao contrário do que pensava a direcção bracarense. O Braga, numa noite fria, fez um jogo fantástico, banalizando o colosso alemão. Eles, estavam cheios de vaidade e arrogância e ainda foram muito ajudados pelo árbitro. A equipa bracarense merecia a vitória, bem como as poucas pessoas que, tal como eu, estavam na bancada. No próximo jogo, enfrentaremos o inferno grego.

28 de novembro de 2007

Antevisão

Madrid e Wender OK

Boas notícias para Manuel Machado, que viu ontem Andrés Madrid e Wender retomarem a preparação sem limitações, depois de nos últimos dias terem apresentado condicionalismos, por força das contusões sofridas por ambos. Com os dois jogadores recuperados, os cenários de alternativas que se desenhavam para os respectivos lugares deverão regressar à estaca zero, mantendo-se Madrid a jogar ao lado de Brum à frente da defesa e Wender no lado esquerdo do ataque arsenalista, naquela que parece ser a primeira escolha para fazer funcionar o 4x2x3x1. Em contraponto, Carlos Fernandes, que fora submetido na véspera a uma ecografia, dado ter sofrido uma microrrotura, continuou com treino condicionado, o que o deixa mais longe do jogo com o Bayern, "entregando" a César Peixoto a titularidade na partida de amanhã. Outra novidade no apronto fechado de ontem foi o regresso de Stélvio Cruz, que, por motivos de ordem militar, estivera ausente na véspera, numa presença que deve, também, cimentar a sua inclusão no lote dos escolhidos a ser divulgado hoje, após o treino matinal, que será à porta aberta. Na sessão, que durou aproximadamente 90 minutos, Jair Baylón e João Tomás prosseguiram com o programa de reintegração progressiva, enquanto Bruno Tiago fez o já habitual plano de reabilitação funcional. Vítor Hugo, ao serviço da Selecção Sub-20, foi a única ausência no dia de trabalho que, além da parte prática, envolveu o visionamento do material vídeo recolhido sobre os jogos do Bayern, procurando não apenas documentar os jogadores sobre o valor individual de cada um dos jogadores da equipa bávara, mas, sobretudo, alertá-los para a movimentação em campo do 4x4x2 que Ottmar Hitzfeld elegeu como modelo de jogo do clube alemão. Parar o meio-campo bávaro poderá ser a chave para o sucesso.


Previsão: quinze mil pessoas

Custa a acreditar que possa acontecer mas, como é normal dizer-se, a esperança é a última a morrer, e no duplo desafio de amanhã a SAD continua a acreditar que vai ganhar, pelo menos, o primeiro - ter uma assistência digna de um jogo deste calibre -, mantendo a previsão de 15 mil pessoas no Estádio AXA. A procura continua fraca, e a contestação sobre o preço dos bilhetes não parece ter abrandado. Resta saber se os adeptos vão avançar com a ausência prometida.


Bávaros só conhecem o... novo estádio

Quem acedeu ontem ao sítio do Bayern deparou-se com um texto que, misturando declarações de Van Bommel e de Phillip Lahm, dava uma imagem pouco convincente daquele que será o real conhecimento do clube bávaro sobre o adversário português. Com o título "Vermelhos prontos para viagem ao desconhecido", a peça jornalística (?) abria com uma declaração do médio holandês. "Para ser honesto, não consigo nomear um único jogador do Braga", numa afirmação secundada por Lahm, que admitiu "não saber muito ainda" do próximo adversário na Taça UEFA, para logo depois corrigir e sublinhar tratar-se "de uma boa equipa". Continuando a ler-se o texto, afirma-se mais abaixo que é Roland Linz, que alinhou no rival 1860 Munique, "o jogador mais conhecido" do plantel minhoto, citado também como o máximo goleador e o único avançado no esquema táctico. Elogios, apenas para o Estádio AXA. "É lindo e diferente", disse Lahm, podendo ainda ler-se no texto que os bávaros estão contentes "por irem jogar num relvado em melhores condições do que estava o do Belenenses e em Belgrado". in O Jogo.


«Bayern é favorito, mas...» (Ottmar Hitzfeld)

Ottmar Hitzfeld, treinador do Bayern de Munique, diz que quer vencer quinta-feira a partida em Braga, em jogo do Grupo F da Taça UEFA, mas refere que os alemães terão de «jogar de forma compacta para não se deixar surpreender».
Na segunda passagem por Portugal para disputar a Taça UEFA (afastou o Belenenses na eliminatória de acesso à fase de grupos), o Bayern de Munique chegou a Braga sem Lukas Podolsky, Schweinsteiger e Jansen, todos lesionados. Hitzfeld minimiza a ausência dos jogadores e afirma que o Bayern «é favorito, mas terá que jogar com a máxima cautela e concentração».
O técnico assumiu que a equipa bávara terá que «jogar de forma compacta» para não se deixar surpreender pela «organização defensiva e ofensiva da formação portuguesa, com rápidas transições de bola». Hitzfeld referiu ainda que preferia «conhecer melhor a filosofia e o sistema de jogo» de Manuel Machado, treinador que comandou o Sp. Braga em apenas um jogo oficial. «Já estamos devidamente documentados com as últimas equipas apresentadas pelo Sp. Braga e com a sua forma de jogar, pelo que creio que isso não será problema», referiu o treinador. Em caso de vitória, o Bayern (1º classificado com quatro pontos) destaca-se no comando do Grupo F, ao passo que o Sp. Braga, 4º com um ponto, precisa pontuar para manter expectativas numa passagem à fase seguinte. in A Bola


Manuel Machado: «Pontuar e se possível ganhar»

Na antevisão ao jogo de quinta-feira frente ao Bayern de Munique para a Taça UEFA, o treinador do Sp. Braga mostrou respeitar o poderio do adversário mas revelou, ao mesmo tempo, ambição e confiança para o embate. "O Bayern é o grande candidato e sem dúvida aquele que tem melhores ferramentas para ganhar a Taça UEFA", afirmou o técnico em conferência de imprensa. Sobre o encontro com os bávaros da 3.ª jornada do grupo F, Manuel Machado está com esperança num bom jogo da sua equipa. "Temos consciência, mas também ambição. Queremos pontuar e se possível ganhar", adiantou. in Rocord


Hitzfeld preferia conhecer melhor Manuel Machado

Quando defrontou o Belenenses, na primeira eliminatória da Taça UEFA, o treinador do Bayern de Munique, Ottmar Hitzfeld, afirmou que o clube que orienta «é sempre favorito». Esta quarta-feira, em conferência de imprensa de antevisão ao confronto com o Sp. Braga, o técnico voltou a referi-lo, embora avise que os alemães terão de «jogar com a máxima cautela e concentração». O treinador alemão sublinhou que o Sp. Braga está bem organizado «quer defensiva quer ofensivamente, com rápidas transições de bola», e voltou a avisar que o Bayern terá de «jogar de forma compacta para não se deixar surpreender». Hitzfeld reconheceu que desejava «conhecer melhor a filosofia e o sistema de jogo» de Manuel Machado, novo treinador dos bracarenses, que estreia-se nas competições europeias esta quinta-feira. No entanto, o alemão admitiu estar «devidamente documentado com as últimas equipas apresentadas pelo Sporting de Braga e com a sua forma de jogar, pelo que isso não será problema». in maisfutebol




Tem tudo para ser um bom espectáculo, exceptuando a política de preços aplicada pela direcção bracarense, a um simples jogo da fase de grupos da Taça UEFA.

8 de novembro de 2007

Manuel Machado orienta o Braga


Não é estrangeiro, não é o Manuel José, nem o Mozer, nem o Emerson Leão...É afinal quem toda a gente já sabia...


5 de novembro de 2007

Ponto da Situação

António Salvador pronunciou-se sobre o ocorrido na noite anterior, depois da derrota em Matosinhos. Instado a comentar a recepção à equipa no Estádio AXA, disse "compreender a revolta e frustração que manifestaram, porque também é a nossa e dos jogadores". "Sabemos o que fazer para inverter a situação, unindo-se em volta da equipa para que esta regresse às vitórias." E continuou: "Há momentos maus em todos os grandes clubes", sintetizou o líder refutando, no entanto, a ideia de que o Braga esteja a viver tempos de crise. "Admito que não estamos a viver um momento bom, mas não pelo que sucedeu ontem, pois já vem do passado", argumentou Salvador para quem as razões que levaram Jorge Costa a falhar "tem vindo a manifestar-se até ao jogo com o Leixões". Repetindo a afirmação proferida no anúncio da sua recandidatura à presidência do Braga, Salvador diz-se "responsável máximo" do clube e garantiu que "vai continuar com os jogadores e equipa técnica para inverter a situação que a equipa está a viver". A derrota em Matosinhos não faz alterar os planos e Salvador assegura que António Caldas estará no banco frente ao Sporting, nada adiantando em relação ao nome do futuro treinador. "Fala-se em muitos nomes, mas é com calma e sem pressão que vou fazer a escolha", disse. Sobre eventuais mexidas no plantel, remeteu-o para a futura equipa técnica bracarense sem, no entanto, deixar de considerar que o actual plantel "é grande em qualidade" e que apenas atravessa uma fase menos boa. "Espero que passe depressa, pois nada está perdido e acredito que atingiremos os nossos objectivos", concluiu o dirigente.

Duas horas a falar no balneário


Depois das emoções fortes vividas na noite anterior, quando o autocarro chegou ao Estádio AXA proveniente de Matosinhos, com os jogadores a não conseguirem contornar os apupos e insultos da multidão em fúria em resultado da pesada derrota sofrida na visita ao terreno do Leixões, o plantel regressou ao recinto pelas 9h30 da manhã de ontem, para um treino meia hora depois. Pura ilusão! É que só passadas duas horas… é que os atletas subiram ao relvado de apoio para uma sessão de trabalho a dois tempos, com os titulares em Matosinhos a cumprirem uma sessão de recuperação que não excedeu os 25 minutos. Na longa reclusão discutiram as razões da derrota facto que adiou para as 11h30 o apronto. Com Rodriguez impedido de dar o contributo à equipa na véspera, por continuar com dores nos gémeos, aumentou para sete o número de ausências na sessão, juntando-se a João Tomás, Anilton, Baylón, Bruno Tiago, Ricardo e Vítor Hugo. No relvado, além de Bruno Tiago, que já avançou na preparação sendo possível ver que já trabalha a vertente física, estiveram a dupla de jogadores peruanos que, na companhia do júnior Abdu, fizeram corrida ligeira e alguns exercícios. Vítor Hugo quedou-se pelo ginásio em trabalho compensatório. O grupo de jogadores onde se incluíam João Pinto e Zé Manel, suplentes utilizados na véspera, treinaram durante uma hora, numa sessão que incidiu, na sua maior parte, nos aspectos da finalização, terminando com uma peladinha em campo curto. Finda a sessão, foi tempo de recolha aos balneários e, finalmente, autorização para gozar a folga agendada. Hoje continua o descanso e o regresso, já para preparar a recepção ao Sporting, no próximo Domingo, será amanhã de manhã.

João Pinto sem culpa


Na primeira vez que comentou a situação em torno de João Pinto, impedido durante um mês de dar o seu contributo à equipa por estar suspenso e resolvida na última semana, Salvador negou que o jogador tenha estado de castigo. "Não foi isso que aconteceu, apenas se abriu um processo de averiguação de factos que confirmaram não ter havido violação das regras do regulamento interno do clube", argumentou.

Salvador foi ao balneário


António Salvador abandonou sábado as instalações do Estádio do Mar, saindo do balneário onde esteve a equipa minhota. Em silêncio e na companhia de alguns jogadores. Questionado sobre essa situação e o que disse aos jogadores no final, o dirigente respondeu: "É verdade, fui falar-lhe e dar-lhes ânimo dizendo-lhes que ainda há mais vida pela frente". Uma prática que, através da sua presença ontem de manhã, no treino, foi reafirmada, pese embora o ambiente pesado que se fazia sentir e os rostos fechados dos intervenientes durante a sessão de trabalho. in o jogo


Tal como eu tinha previsto, o treinador Caldas vai continuar no comando técnico do Braga, mesmo depois da pesada derrota no Estádio do Mar.

4 de novembro de 2007

Começar de Novo

Jogadores velhos e cansados e uma espécie de treinador inexperiente e arrogante foram os ingredientes do pesadelo que o Braga está a viver. Sempre disse que esta seria uma época de incertezas, mas a crise tem contornos mais amplos do que previa. As lesões não ajudam, as arbitragens são incompetentes e maldosas, mas o desempenho da equipa deixa muito a desejar.

Ontem os adeptos perderam a paciência. Feito o aviso, é necessário unir todos os bracarenses no apoio ao Sporting de Braga porque o quarto emblema nacional tem tudo para pontapear a crise. O treinador há-de chegar na próxima semana: seja Manuel José, seja Boloni ou seja Manuel Machado terá que proceder a uma profunda limpeza no balneário e reacender os níveis de motivação dos jogadores.

É certo que Jorge Costa ficará na história como o pior treinador do Sporting de Braga, mas isso, a partir de ontem, deixou de ser justificativo. Em Leixões, fechou-se um ciclo. Vamos começar de novo.

2 de novembro de 2007

Leixões vs SCBraga


Lista de Convocados:

LEIXÕES
Convocados: Beto e Jorge Baptista; Filipe Oliveira, Élvis, Nuno Diogo, Nuno Silva e Ezequias; Vinicius, Paulo Machado, Pedro Cervantes, Bruno China, Jorge Duarte e Hugo Morais; Vieirinha, Jorge Gonçalves, Tales, Roberto e Nwoko.

SP. BRAGA
Convocados: Paulo Santos e Dani; Rodriguez, Paulo Jorge, Carlos Fernandes, Frechaut e João Pereira; Roberto Brum, Jorginho, Hussaine, Castanheira, César Peixoto, Madrid e Vandinho; João Pinto, Wender, Zé Manel, Jaílson e Linz.
Lesionados: Anílton, Bruno Tiago, João Tomás e Baylón. Stelvio está na selecção de sub-19.

Matosinhos, Estádio do Mar.
Sábado, 03 de Novembro, 15h30, em directo na Sport TV 2.

Será para ficar?

Aconteça o que acontecer em Matosinhos, António Caldas vai manter-se como responsável máximo da equipa profissional até ao jogo com o Sporting, na jornada seguinte. Tal como sublinhou António Salvador na conferência de Imprensa de quarta-feira, a SAD não tem qualquer pressa em encontrar um novo treinador e a questão deverá mesmo "arrastar-se" no tempo, sem precipitações, situação que poderá jogar a favor de Caldas. in O Jogo

1 de novembro de 2007

Treino Aberto

Amanhã, dia 02 de Novembro, às 15h30 há treino aberto nos relvados de apoio do Estádio Axa.

Rescaldo

A saída de Jorge Costa mereceu o seguinte comentário de António Salvador: "Foi uma aposta minha que, ao fim destes meses, não deu os resultados nem as exibições que se pretendia. Construímos um plantel com base num leque de jogadores que representou um esforço como nunca foi feito e o técnico fez o trabalho que pôde", começou por dizer, deixando escapar que Jorge Costa "quando veio para Braga era uma pessoa desempregada, sai do Braga e continua empregada". Convidado a esclarecer a afirmação, disse: "Ele já rescindiu e recebeu o resto do contrato na íntegra", declarou o dirigente para novo contra-ataque: "Nunca no reinado de Jorge Costa fui ao intervalo ao balneário para intervir na sua acção e quem, da equipa técnica ou jogador, o afirmar, é mentiroso. Apenas no final do jogo em que fomos eliminados na Taça da Liga [n.d.r. em Setúbal] a pedido dele, fui ao balneário dizer-lhes que tinha uma confiança inabalável neles". E continuou: "As pessoas têm de aprender a ser humildes e a saber estar. A dedicatória de uma vitória a alguém sem nome no final de um jogo [n.d.r. com Estrela] foi sentida até pelos jogadores" recordou Salvador, reportando-se às declarações do ex-técnico quando dedicou o triunfo "a quem ao intervalo não acreditou na equipa". E sobre o novo treinador? "A apresentação será quando for possível e arrastar-se-á pelo tempo necessário" disse. "Daqui para a frente seremos um clube determinado e imparável o que, se calhar algumas pessoas não vão gostar", frisou. in O Jogo

O presidente Salvador fez uma conferência de imprensa a rasgar. Espero que o Braga ganhe a estabilidade necessária para construir um futuro mais risonho. A propósito desse futuro e do presidente, convido a lerem um texto publicado no superbraga.com, Os 7 Trabalhos de ...Salvador, da autoria de Ric.
Quanto ao treinador, se o Braga ganhar no Estádio do Mar, o Caldas terá grandes hipóteses de continuar. É o que me parece.