26 de maio de 2007

Halleson assina

artigo publicado em O Jogo

O jovem avançado brasileiro Halleson, de 18 anos, que desde Março presta provas no plantel minhoto, assinou um contrato válido por cinco temporadas, após a SAD do Braga accionar a cláusula salvaguardada com o Atlético Paranaense, seu ex-clube. O jogador, que em Fevereiro foi sugerido por um empresário ao Braga e que, mais tarde, viu o seu nome alterado para "Philco" para iludir a atenção do agente que o mostrou, acabou por convencer Jorge Costa, que deu o aval à SAD para que fosse assinado contrato. Halleson marcou 200 golos dos infantis aos juniores do clube paranaense.

César Peixoto assina e Wender mantém-se

artigo publicado em O Jogo

A semana terminou em cheio em matéria de renovações e contratações para o Braga. Asseguradas as continuidades de Vandinho e João Pinto, por mais quatro e uma épocas, respectivamente, a SAD voltou à carga e, de uma assentada, juntou mais dois reforços de vulto ao grupo comandado por Jorge Costa, cujo contornos são cada vez mais nítidos: César Peixoto e Wender. Já desvinculado do Espanhol, onde teve uma experiência infeliz, e a trabalhar em Braga desde Janeiro, com o objectivo de recuperar de uma intervenção cirúrgica ao joelho esquerdo, César Peixoto assinou um compromisso válido por três temporadas, na sequência de uma reunião que juntou António Salvador, o próprio atleta e o agente FIFA Jorge Mendes, ficando assim ligado aos minhotos até 2010. Natural das Caldas das Taipas, uma vila próxima de Braga, é quase um regresso às origens para o lateral-esquerdo/extremo, que em Portugal já representou o Caçador das Taipas, Belenenses, FC Porto e Guimarães.

Por sua vez, Wender acordou a renovação do seu compromisso por mais duas épocas (até 2009), depois de ter voltado esta época ao Minho por empréstimo do Sporting, participando em 36 dos 44 jogos da equipa arsenalista e apontando 11 golos. O extremo-esquerdo tinha mais um ano de ligação ao clube de Alvalade, mas conseguiu rescindir amigavelmente, pelo que a sua contratação não implicou qualquer custo extra para o Braga. Para trás ficaram China e Belenenses, dois dos destinos que chegaram a ser aventados para Wender, numa altura em que ainda decorria o campeonato.

22 de maio de 2007

Resumo do Braga-Nacional


BRAGA 1-1 NACIONAL TVTUGA
Colocado por simaodcosta
Via BragaSempre

Jantar SuperBraga.com

Está confirmado o mega-jantar Superbraga.com com o plantel e os dirigentes do Sporting CLube de Braga. O jantar realiza-se no dia 24 de Maio, pelas 20:30, no Restaurante Costa, em Frossos.

O custo ronadrá os 11/12€ e incluirá entradas, prato de carne, sobremesa, café e bebidas. (Pagamento no local).

Mais informações aqui.

20 de maio de 2007

Fim de um Ciclo

Wender jogou hoje a sua última partida com a camisola do Sporting Clube de Braga. A saída está consumada e as lágrimas demostram que o carinho que os sócios e adeptos do Braga têm pelo brasileiro é recíproco. Wenderson Arruda Said, agora com 32 anos, chegou ao Sporting de Braga para a época 2002/2003 e acabou por se tornar numa referência do ataque arsenalista. Durante estas épocas ainda teve tempo de vestir a camisola do Sporting CP durante 4 meses, um interregno que não lhe deixa grandes recordações.

Wender é um dos jogadores que acompanhou o crescimento do Braga e que será recordado de uma forma muito positiva por todos os adeptos do Braga.

Boa sorte campeão!

MERECIDO 4º LUGAR

Apesar de 3 treinadores e muitas contrariedades, o Braga terminou o Campeonato numa honrosa 4º posição, justificando o título de 4º grande que vem sedimentando ao longo das últimas épocas.

Na Taça UEFA o Braga representou Portugal da melhor forma, atingindo os Quartos de Final e derrotando históricos como o Parma.

Na Taça de Portugal, chegámos às Meias Finais tendo sido eliminados com o penálti inexistente que todos recordam.

Para o ano há mais e melhor.
Nós estaremos SEMPRE CONTIGO.
FORÇA BRAGA SEMPRE!

18 de maio de 2007

Anilton já assinou pelo Braga

artigo publicado em O Jogo

Conforme O JOGO avançou no passado dia 10, o defesa brasileiro Anilton Júnior é, desde ontem, jogador do Braga, tendo assinado um contrato válido por três temporadas com o clube minhoto. Cobiçado por Académica e Leiria, a decisão do seu empresário e dono do clube Corinthians Alagoano, António Araújo, acabou por vingar, contornando-se a questão que se prendia com o facto de Anilton ter ainda mais um ano de contrato com o emblema de Alagoas. Numa operação realizada ao final da tarde de ontem, António Araújo e o jogador viajaram para Braga logo após o final do treino do Aves e acertaram os pormenores do negócio com António Salvador, tendo o Braga de pagar uma verba para assegurar o atleta que, no Aves, aufere cerca de três mil euros mensais. Com este, os minhotos já vão em três reforços: Bruno Tiago, Zé Manel e Anilton.

15 de maio de 2007

ACADÉMICO



O ABC de Braga venceu hoje [domingo] mais uma batalha frente ao Madeira SAD por 30 - 20, empatando assim a final da Liga Halcon; a "guerra" ganha-se na 4ª feira!

Com 2 derrotas de desvantagem, o ABC de Braga mostrou toda a sua raça e vontade de vencer mais um campeonato, ao conseguir hoje levar de vencida o Madeira SAD (ontem [sábado] já tinha ganho) e assim obrigar à "negra" a ser disputada na próxima 4ª feira, em terreno madeirense.

Com uma defesa muitissimo eficaz e um ataque demolidor, os campeões nacionais venceram com uma vantagem de 10 golos os madeirenses, provando assim que o ABC de Braga não está na final por obra do acaso.

Mais uma prova cabal da classe desta jovem brava equipa academista, que ao jogar no "inferno amarelo", com o apoio do seu espectacular público, mostrou mais uma vez toda a sua força!

Na 4ª feira, vamos mais uma vez apoiar os campeões no jogo decisivo da época!

FORÇA ABC! FORÇA CAMPEÕES!!

in abcdebraga.com

14 de maio de 2007

SC Braga - Nacional em preparação

SCBraga – Nacional: Um adepto, um cachecol – APOIO TOTAL II – NOVA ENCHENTE
SCBraga – Nacional: “4º lugar e Estádio cheio” – os desejos do Capitão
SCBraga – Nacional: Bilhetes para as escolas

Chmiest pode estar de partida

artigo publicado em O Jogo

Jorge Costa quer tornar a sua equipa ainda mais perigosa. João Pinto deve ficar e as saídas de Madrid e de Eduardo são negócios em avaliação. A última semana da época, em Braga, promete trazer mais revelações quanto à constituição do futuro plantel, numa fase em que se desenham cada vez mais os contornos de quem vai continuar no clube e quem vai sair.

Começando pela baliza, a situação em torno da renovação de Paulo Santos continua na estaca zero, o que mantém em banho maria o interesse levantado pelo Beira-Mar na aquisição definitiva de Eduardo, que encantou os donos do clube pelas exibições protagonizadas ao longo da temporada. A SAD não fecha a porta a um eventual negócio com a equipa aveirense, mas só depois de se resolver a situação com o dono da baliza minhota, num braço de ferro que António Salvador por nenhuma razão pretende eternizar. Caso contrário, como O JOGO disse em devido tempo, Eduardo será uma das apostas de Jorge Costa para a próxima temporada e com perspectivas de ter lugar na baliza.

Passando para o meio-campo, o axadrezado Kazmierczak é considerado um jogador muito interessante, mas o preço do seu passe - 800 mil euros - é considerado proibitivo para os cofres da SAD minhota. O Pogon não admite outro cenário que não seja vendê-lo e o Braga ainda não avançou com o negócio, sabendo-se que o Boavista não vai accionar a cláusula de opção pelas mesmas razões. Quanto a João Pinto, a sensibilidade vai no sentido oposto, ou seja, existem sinais que apontam para a sua continuidade em Braga, numa altura em que as suas exibições, atitude competitiva e profissionalismo confirmaram a euforia que revestiu a sua chegada à Cidade dos Arcebispos no início da temporada. O jogador sente-se bem na cidade e no clube e Jorge Costa quer continuar a poder contar com um peso pesado do futebol português.
Uma prioridade do técnico, agora relativamente ao ataque, vai para a contratação de um matador, um "Jardel", sem que isso signifique a contratação do antigo companheiro de equipa do treinador minhoto. Zé Carlos, é seguro, vai continuar, mas Chmiest, que não confirmou a aposta feita, será devolvido à procedência.

Desde sábado em Portugal, o empresário de Madrid aguarda um contacto da SAD para discutir a renovação ou a saída do jogador.

13 de maio de 2007

Mais gente no Braga a pagar que no Belenenses de borla

Não há mais discussão possível. Na última jornada, o Belenenses abriu as portas do seu Estádio a todos. E o resultado foi a anedota da jornada: teve menos gente que o jogo com menos gente da história do Municipal de Braga (incluindo jogos em que o preço dos bilhetes para sócios do Braga era de 15 ou 20 euros).

Quanto a adeptos estamos falados... São 7,5 vezes mais pequenos. No mínimo.

12 de maio de 2007

Braga - Mais uma vitória

Esta noite o Sporting de Braga alcançou mais uma importante vitória na perseguição ao Belenenses pelo 4º lugar do campeonato. No Bessa a equipa de Jorge Costa mostrou grande capacidade táctica e soube aguentar a vitória mesmo depois de ter visto Andrés Madrid sido expulso. Wender marcou o golo solitário do encontro permitindo assim aos bracarenses somar mais uma vitória numa dificil deslocação ao estádio do Bessa.

Só mais uma nota: O Belenenses também venceu, mas mais uma vez ficou um penalti por assinalar contra os azuis após mão clara de Rolando na área, quando o Marítimo perdia por 1-0. Dejá vu?

SCBRAGA NA FINAL DA TAÇA DE PORTUGAL!!!

A equipa de futsal do Sporting de Braga está na final da Taça de Portugal após ter vencido a UTAD à 26º grande penalidade. Mais uma página de história escrita neste clube.

Na final o Braga irá defrontar a equipa do Benfica com o jogo marcado para Domingo, dia 12(amanhã), ás 17.30, no pavilhão Municipal de Oliveira do Douro em Vila Nova de Gaia.

artigo completo em SCBraga.com

11 de maio de 2007

Boavista FC - SC Braga

Image Hosted by ImageShack.us
Fotografia de José Pedro Costa.

Cesinha não quer mudar

artigo publicado em O Jogo

O futuro próximo de Cesinha dificilmente passará por um regresso ao Brasil. O Atlético Paranaense, onde cresceu nas camadas jovens, manifestou-se interessado recentemente nos seus serviços, mas o extremo já fez saber que pretende continuar na Europa por mais algum tempo e, de preferência, ao serviço do Braga. Com um percurso muito intermitente em Portugal, Cesinha acredita que poderá afirmar-se em definitivo na próxima época e o seu desejo até poderá coincidir com os planos do clube para a ala esquerda do ataque, uma vez que Wender está prestes a despedir-se, tendo como destino provável o futebol chinês. Vítima precisamente do regresso temporário do ex-sportinguista, a verdade é que Cesinha nunca deixou de inspirar confiança, estando inclusivamente ligado a grandes momentos da equipa, como já aconteceu frente ao Benfica, entre outros, pelo que não espantará se a sociedade desportiva propuser até ao extremo a renovação do seu vínculo contratual, que expira no final da próxima temporada.

Destinado igualmente ao flanco canhoto, Matheus estará de regresso, entretanto, a Braga pela porta grande já no fim do campeonato, depois de ter sido cedido, em Janeiro, ao Beira-Mar. O brasileiro tem sido utilizado com frequência pelo técnico Paco Soler, correspondendo sempre com boas exibições, e deverá tornar-se, em princípio, num concorrente directo de Cesinha. Por aqui o puzzle está, portanto, quase concluído, a menos que aconteça uma surpresa inesperada.

João Pinto aguarda convite das Arábias

Artigo publicado em O Jogo

Desde que João Pinto foi contratado há pouco mais de um ano que os adeptos do Braga têm boas razões pensar que nada é impossível para o seu clube. Na verdade, não é bem assim. A sociedade desportiva presidida por António Salvador continua fiel aos seus princípios economicistas e a antiga estrela do Benfica e Sporting só chegou ao clube num quadro financeiro especial, que se revelou também numa excelente aposta em termos desportivos. Aos 35 anos, João Pinto mantém intactas as suas qualidades e fez valer a sua experiência de forma notável em vários jogos, especialmente quando o Braga ainda estava em prova na Taça UEFA. Por tudo isto, o atacante é visto nesta altura como um excelente "reforço" para a nova época, mas a eventual renovação do seu contrato só deverá avançar caso não apareça qualquer convite do Catar, para onde João Pinto esteve próximo de se transferir quando ainda representava o Boavista.
Enquanto João Pinto não se torna numa certeza, o Braga vai perscrutando o mercado em busca de camisolas 10 e, ao mesmo tempo, preparando uma nova "surpresa", que, curiosamente, sempre esteve à vista de todos. Praticamente recuperado de uma lesão, César Peixoto sente-se grato por ter contado com a colaboração do departamento médico do Braga e poderá mesmo aceitar o desafio de passar a envergar o emblema dos minhotos, depois de ter tido uma passagem fugaz pelo Espanhol.

10 de maio de 2007

Imagem com história II


"Legenda: Braga - Parques da Ponte (Estádio 28 de Maio)
Local Edição: Braga
Ano edição: [194...]
Editor: Tabacaria Monteiro - Braga
Observações: Inaugurado a 28 de Maio de 1951.
Actual Estádio 1º de Maio.
É propriedade da Câmara Municipal de Braga"

Informação e imagem retirados do livro O Bilhete Postal Ilustrado e a História Urbana de Braga, de José Manuel da Silva Passos, editora Caminho.

Imagem com história I

Andrés Madrid dificilmente continuará no Municipal

artigo publicado no Record

O empresário do médio argentino Andrés Madrid é esperado em Braga este final de semana para analisar, junto dos responsáveis da Sp. Braga SAD, as perspectivas de futuro do (muito cobiçado) trinco arsenalista. Para lá da oferta doutros nomes que constam da sua carteira de jogadores, Hernán Berman não deixará de abordar as perspectivas de venda do passe de Madrid no próximo defeso ou, na perspectiva improvável de que o Sp. Braga consiga segurá-lo, a melhoria das suas actuais condições contratuais.



A propósito dos números II

André Azevedo Alves, n' O Insurgente, chama a atenção para dois erros contidos no texto aqui reproduzido sobre o jogo com maior assistência da história da II Divisão Nacional.

Em primeiro, um erro ortográfico: está escrito “regista-se” onde devia ler-se “registasse”. Em segundo, um erro histórico: o Estádio chamava-se então 28 de Maio e não 1º de Maio como surge no site oficial do Sporting Clube de Braga.

Observações pertinentes à atenção da Direcção do Sporting Clube de Braga.

Transporte Grátis para a FINAL FOUR da Taça de Futsal

Como já havia sido anunciado, o Sp. Braga disponibiliza transporte gratuito para a Final Four. No jogo das meias finais defrontamos a UTAD, sábado às 15 horas, em Gaia.

O departamento de futsal do clube está a disponibilizar transporte gratuito, ida e volta desde o Estádio 1º de Maio (Braga), para todos os interessados em assistir à importante partida de sábado, no Pavilhão Municipal de Vila Nova de Gaia. O preço do bilhete, para os dois jogos das meias-finais, é de 8 Euros. Para mais informações e reservas, contacte 966 233 845.

SCBraga – Nacional: Vamos encher novamente o Municipal de Braga



Bilhetes à venda a partir desta quinta-feira

Preços dos Bilhetes:
Sócios – 1 Euro
Público – 3 Euros
Menores de 16 anos - entrada gratuita (desde que acompanhados por um adulto e com apresentação do BI).

Estádio Municipal de Braga
Domingo, 20 de Maio ás 16h00

Mais informações em SCBraga.com

Maciel é desejado para a próxima época

artigo publicado em O Jogo

Maciel é uma das prioridades arsenalistas para a próxima época, mas o assunto apenas irá ser discutido e resolvido com o FC Porto no final do campeonato, uma vez que os responsáveis de ambos os clubes se encontram concentrados na concretização traçada para esta época, no caso dos minhotos, o quarto lugar e consequente reforço do estatuto de quarto grande do futebol português. O tema foi abordada recentemente por altura da presença de Maurício Nassif, empresário do atleta, na cidade dos Arcebispos, mas de pronto adiada para a semana a seguir ao último jogo da Liga. Maciel possui mais um ano de contrato com os dragões, mas o seu regresso à Invicta para integrar o plantel azul-e-branco está fora de questão, uma vez que essa possibilidade não está contemplada no seu horizonte, assim como não faz parte dos planos dos responsáveis portistas. O brasileiro tem conhecimento do interesse dos bracarenses na sua permanência no clube e não desdenha a possibilidade de corresponder aos seus anseios, vinculando-se em definitivo ao clube minhoto, se este conseguir entender-se com o FC Porto.

Anilton pode ser reforço

artigo publicado em O Jogo
.

.
Depois dos contactos avançados pela Académica e pelo Leiria, chegou a vez de o Braga se interessar pelo defesa brasileiro Anilton, um polivalente que no início da temporada rumou do Corinthians Alagoano para o Aves, depressa demonstrando as qualidades que motivaram a direcção do clube avense a tentar "amarrá-lo" para além de Junho, mas as notícias que chegaram da CBF davam conta de mais um ano de contrato com o emblema de Alagoas e, assim sendo, a obrigatoriedade de haver uma indemnização, o que deitou tudo por terra. Entretanto, Leiria, Académica e Braga manifestaram interesse pelo jogador tudo dependendo agora dos "argumentos" financeiros de cada um do trio de interessados. O jogador é representado em Portugal pelo empresário António Araújo, que detém também uma parte do passe.

João Alves volta à agenda minhota

artigo publicado em O Jogo

João Alves volta a constar dos planos do Braga, agora para a elaboração da próxima temporada, frustradas que foram as tentativas para fazer regressar o jogador ao Minho em Janeiro último. Nessa altura, um desacordo de verbas entre a SAD minhota e João Alves, que achou curta a proposta de António Salvador, fez cair por terra o assunto, mas não definitivamente. Sem ser convocado pelo Sporting desde Dezembro de 2006 – há muito que João Alves deixou de constar dos planos de Paulo Bento –, o jogador preferiu continuar a treinar-se e a receber em Alcochete do que rever o salário e voltar a Braga de onde saiu já com a temporada 2005/06 em curso para representar os "leões". Desde sempre acarinhado em Braga e com desempenhos que o fizeram chegar à Selecção Nacional por três ocasiões, João Alves nunca saiu do horizonte de interesses da SAD que aposta num regresso jogando agora com uma nova realidade – o tempo que o futebolista leva sem jogar, associado ao facto de não constar dos planos do técnico leonino para a próxima temporada – para tentar convencer o transmontano a mudar-se para Braga, numa altura em que lhe falta uma época para cessar o vínculo aos "leões".

De resto, é bom não perder de vista, o Braga detém ainda metade do passe, logo com interesses fortes no sucesso desportivo do atleta tendo em vista negócios futuros. Com Wender a aproximar-se do final de linha – recorde-se que Braga e Sporting co-suportam os encargos com os salários do brasileiro numa operação que permitiu desblindar uma situação de desconforto do jogador e do clube leonino –, a perspectiva de se avançar para um acordo do género com os "leões" permitindo o regresso de João Alves a Braga não está fora de mira nem representaria um acréscimo desmesurado no esforço financeiro da SAD. Mas, tal como aconteceu em Janeiro, será a palavra do jogador a decidir se aceita recomeçar de novo a carreira vestido com as cores arsenalistas ou se prefere continuar "esquecido" em Alcochete, depois de uma temporada em que, para a I Liga, apenas foi utilizado em dois jogos por Paulo Bento: na segunda ronda na Choupana, frente ao Nacional, e na quinta, na recepção ao Leiria. Tudo somado jogou quinze minutos, um contraste arrepiante se atendermos a que na temporada anterior – a de estreia pelos "leões" onde chegou no prazo limite para as inscrições – participou em 23 partidas, tendo apontado um golo, diante no Penafiel, na 28ª jornada. O interesse existe, já foi manifestado e agora o tempo vai ditar em que moldes o jogador aceitará, ou não, um regresso ao clube onde se projectou no futebol português após ter dado nas vistas no Chaves.

9 de maio de 2007

Negociações em marcha para a próxima época

artigo publicado em Correio do Minho

Zé Carlos já acordou a renovação de contrato, Bruno Tiago (Gil Vicente) é reforço e Hélder Rosário (Boavista) pode estar a caminho. A SAD do Sporting de Braga está já a planficar a temporada 2007/08.

Castanheira: um exemplo com 14 anos de ligação

artigo publicado em O Jogo
.



.
O médio é o jogador na Liga há mais tempo no mesmo clube, numa ligação que, por força da renovação até 2010, pode estender-se até aos 17 anos.
.
Castanheira completou, em Setembro, 29 anos mas quem o conhece parece-lhe que está em Braga há uma eternidade, tão grande e pouco vista, é a sua ligação ao clube minhoto. Tudo começou no... século passado quando, em 1993, após ter terminado o "Nacional" de juvenis, o técnico Toni, então nas camadas jovens do Braga, sugeriu que o médio do Chaves prestasse provas. Durante uma semana, o menino bem comportado e que se dava bem com toda a gente mostrou as suas qualidades e o Marão passou a ser apenas local de férias e de refúgio familiar. Das ruas de Chaves nascera um jogador sem limites na ambição e cujos dotes técnicos impressionavam. O apoio dos pais fez o resto e Castanheira desceu definitivamente o Marão para abraçar o derradeiro nível de aprendizagem. Pouco tempo depois a selecção sub-17 confirmou um valor que despontava e a estreia na equipa principal surge em 1996 frente ao Leça, agora pela mão de Manuel Cajuda.
Estava cumprido o sonho de chegar à equipa principal de onde nunca mais saiu até que, num ano em que Miki Fehér fez as delícias do público minhoto, surgiu do Benfica um convite com três nomes: Tiago, Ricardo Rocha e Castanheira. Desacordo de verbas fez alterar a preferência que chegava da Luz e o nome de Castanheira saiu do lote acabando Armando por ingressar no Benfica. Mas não foi esta a única oportunidade para sair, já que outras houve, até do estrangeiro, mas o acordo nunca existiu e Castanheira lá continuou em Braga a torcer pelos companheiros que seguiam novos rumos. Com alguns deles continua a passar férias e são vários os jantares que promovem.
Aos 29 anos não pensa no final da carreira e ainda sonha emigrar. A prova são os três anos que a SAD do Braga lhe deu para assinar recentemente que, no limite, estenderão a sua ligação aos minhotos até aos 17 anos. Da sua longa ligação ao clube ficou uma experiência e sapiência da realidade da colectividade que o torna uma referência obrigatória no balneário, uma espécie de "guardião da mística" bracarense. A sua posição no terreno não lhe permitiu nunca marcar muitos golos, mas é dos mais recentes que a memória puxa, como aquele apontado ao Grasshoppers, depois de ter entrado a 10 minutos do fim e que deu a tranquilidade à equipa no jogo que decidia a continuidade na Taça UEFA. Pouco utilizado nas últimas temporadas, continua a revelar-se de uma grande utilidade sempre que é chamado à equipa como o comprova os excelentes desempenhos no Estádio do Dragão e na Luz, para citar os adversários tidos como mais difíceis.

Dez minutos que fizeram sonhar
O dia 12 de Janeiro de 1996, contava Castanheira 19 anos, fica como a data da oportunidade há muito sonhada - estrear-se pelo plantel principal do Braga. Manuel Cajuda combinou com Toni a estreia do jogador e, a dez minutos do final da partida com o Leça, Castanheira saltou do banco. Nesse jogo nasceu uma referência para o futuro a que nem a vontade do técnico Toni, quando há um ano e meio estava no Estrela da Amadora, de o levar emprestado quebrou. Castanheira registou o convite do seu primeiro treinador em Braga, mas preferiu continuar sob o comando técnico de Jesualdo Ferreira, no último episódio de uma ligação que começou aos 16 anos e que aconselhou uma estada em casa de uma família de Braga para que não perdesse a afectividade perdida na travessia do Marão. Foi há 14 anos.

Só faltou a Selecção principal
Pouco depois de chegar a Braga, a chamada à selecção sub-17 aconteceu, num percurso que só parou na selecção B. Foram perto de duas dezenas de jogos com a camisola das quinas ao peito sem nunca ter disputado fases finais de campeonatos europeus. Tapado pela fartura de excelentes médios que o futebol português teve, a Selecção Nacional A acabou por nunca lhe abrir as portas, um detalhe comum a muitos jogadores.

Amigo para toda a vida
Castanheira é uma pessoa simples, sem vaidades nem com tiques próprios de quem está habituado a ser falado todos os dias. No contacto diário é uma pessoa afável e os seus amigos são para toda a vida, mantendo ainda amizades dos tempos em que jogava à bola nas ruas de Chaves, um destino a que volta com frequência para rever a família e o lar onde cresceu. Na câmara, tem um irmão vereador.

Boas relações ajudaram transferência
Toni descobriu-o nos juvenis do Chaves e, depois de um período à experiência em Braga, a transferência deu-se para o que muito contribuíram as excelentes relações entre os dois clubes que, ao nível da formação sénior, já haviam, por exemplo, negociado Carvalhal. O resto foi feito ao nível familiar com os pais a darem o apoio e o incentivo que faltava a um miúdo cheio de vontade de vencer no futebol mas com as dúvidas próprias de quem se vê longe do seu meio familiar.

Tristeza na meia-final da Taça
Do rol de memórias que os 14 anos de ligação de Castanheira ao Braga, a meia-final da Taça de Portugal perdida para o Leixões, em pleno Estádio 1º de Maio, ocupa um lugar de destaque nas que maior tristeza provocaram. Num estádio cheio de público e de esperança numa qualificação para o jogo no Jamor - situação repetida em Abril último, no Restelo - a equipa de Carvalhal venceu por 3-1 e 20 mil adeptos bracarenses foram para casa com a lágrima no canto do olho.

Salvador cria tabu

artigo publicado em O Jogo

António Salvador continua a manter o tabu sobre a permanência na liderança do Braga, que promete manter até final do campeonato... A ideia que ressalta é a de uma dependência directa da classificação, ou seja, a reedição do quarto lugar, o que não corresponderá de todo à verdade. O presidente da SAD arsenalista tem sido um líder de sucesso, mas não está imune às críticas, e estas têm provocado um enorme desgaste em António Salvador, daí a manifestação da vontade de sair.
Foi há quatro anos que António Salvador assumiu a presidência, afirmando na altura que a passagem pela liderança da colectividade mais representativa da cidade dos Arcebispos seria curta e cumprida com espírito de missão. Os objectivos eram o saneamento financeiro do clube e a afirmação do clube no panorama futebolístico nacional e, mais tarde, o de o tornar conhecido na Europa. Com argúcia, engenho e determinação, conseguiu superar as dificuldades e concretizar os anseios da equipa que lidera, por vezes com sacrifício da sua actividade empresarial - administra uma empresa de construção civil -, familiar e pessoal. É neste cenário de entrega e dedicação ao clube que reage mal às críticas que lhe são dirigidas, reagindo com a hipótese de saída... desde que haja alternativas credíveis. Ora, acontece que essas alternativas não se vislumbram e, como tal, é legítimo acreditar-se na continuidade, pelo menos por mais um mandato.

Manifestações de apoio em catadupa
Concluído que está um ciclo e na antecâmara de se iniciar um outro na gestão desportiva e financeira do Braga, com os riscos inerentes a constantes comparações entre o que se fez e o que se está a fazer, surgiram as notícias quanto a uma eventual renúncia de António Salvador após a conclusão do mandato, em Outubro (a possibilidade de se realizar eleições em Junho chegou a ser aventada mas tal é impossível, à luz dos estatutos). Tal eventualidade provocou um sobressalto no plantel e gerou uma onda de apoio por parte dos atletas, incluindo dos capitães, que manifestaram apoio inequívoco ao líder. De igual modo estão a reagir os adeptos bracarenses, tendo em conta as constantes manifestações de apoio que têm sido feito chegar a António Salvador, solicitando a sua permanência na liderança do clube e da SAD. A "vaga de fundo" está em crescimento, assim como as pressões sobre António Salvador, o que, obviamente, pesará na decisão do presidente arsenalista.

A propósito dos números

A maior enchente da história da II Divisão Nacional

29.931 no amor ao BRAGA


brunospot

Futsal: Vamos à final!!!

A ainda jovem equipa de futsal do Sporting de Braga, joga este sábado pelas 15 horas, no pavilhão Municipal de Vila nova de Gaia, contra a UTAD, uma cartada importante com vista a presença na final da Taça de Portugal em Futsal.

Os transportes são gratuitos e o bilhete para os dois jogos das meias-finais custam 8 euros.


SCBraga.com

8 de maio de 2007

Boavista – SCBraga: Informações

O SCBraga desloca-se ao Estádio do Bessa, onde vai defrontar o Boavista para a 29ª jornada da Liga Bwin.com. Esta partida foi antecipada para sábado, dia 12 de Maio, às 21h00. Ainda faltam duas jornadas para o termo da Liga e o fantástico apoio dos bracarenses terá, por certo, continuidade neste encontro de grau de dificuldade elevado. Queremos alcançar o objectivo e TODOS JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional nomeou o árbitro João Ferreira (AF Setúbal) para dirigir o jogo Boavista x SCBraga. Este será coadjuvado por Pais António (AF Setúbal) e Luís Salgado (AF Setúbal).Os Delegados que a LPFP nomeou são: António Freitas, José Domingues e Ramiro Santiago. Quanto ao Observador, este será Manuel Nogueira.

SCBraga.com

Brevemente...